A LUZ NATURAL É UMA NECESSIDADE, NÃO É UM LUXO


Passamos 90% do nosso tempo dentro de portas e não existe literalmente nenhum substituto para a luz natural para nos salvaguardar contra os problemas de saúde resultantes da falta de exposição dos nossos corpos à luz.


Até mesmo a luz artificial mais brilhante não consegue produzir os benefícios para a saúde associados à luz natural. Estudos científicos demonstraram a associação entre a falta de luz natural e vários problemas físicos e mentais. Na realidade, os especialistas estimam que até 15% da população mundial sofre de vários níveis de DAS (Desordem Afetiva Sazonal, também conhecida como depressão de inverno) e esta tendência é superior nas regiões situadas numa latitude superior.  

Mas existem mais problemas de saúde associados à falta de luz natural adequada. Por exemplo, a deficiência de vitamina D, que foi associada a problemas como o cansaço, a fadiga e um aumento da vulnerabilidade às doenças. Precisamos de sair de casa para que o nosso corpo seja exporto à luz solar que permite a produção de vitamina D e, na Europa e noutros países do norte, precisamos de sair à rua no verão. Além disso, a luz artificial pode perturbar o nosso relógio biológico, originando problemas de concentração e tensão arterial elevada, entre outros.

SINTOMAS

Embora os efeitos da falta de luz natural não possam ser vistos a olho nu, têm de ser encarados seriamente. O nosso metabolismo necessita da luz natural para funcionar corretamente, pelo que a fadiga generalizada e problemas de sono são sintomas frequentemente associados Por sua vez, as perturbações do sono estão associadas a problemas como stress, depressão, doença cardíaca e aumento da vulnerabilidade a infeções.

SOLUÇÕES

O aumento da exposição à luz natural na nossa vida diária representa, para a maior parte das pessoas, uma solução para um problema que não sabiam que existia. Como tal, poderá ser difícil motivá-las. Mas não se esqueça de que os problemas são reais e a sua solução poderá melhorar drasticamente a sua qualidade de vida geral.

A ciência provou que o aumento da exposição à luz natural melhora a nossa saúde física e mental. Estas são algumas pequenas alterações simples, que poderá fazer hoje mesmo:

1.


Siga a luz (natural)

A sua casa e o seu local de trabalho devem ter tanta luz natural quanto possível. A luz artificial não consegue replicar as qualidades da luz solar, que é um antidepressivo natural. Por este motivo, tente utilizar a luz natural como fonte de luz principal, suplementando-a com luz artificial quando for necessário. Também deverá aproximar a mesa de jantar ou a secretária da janela.

2.


Caminhe

Saia de casa quando puder e tente esticar as pernas regularmente. A maior parte dos cientistas concordam que duas horas de exposição diária à luz natural estimulam o nosso bem-estar mental.

3.


Entre no ritmo

Os nossos organismos só conseguem sincronizar-se com o ritmo de 24 horas chamado "dormir, trabalhar, viver" através da exposição adequada à luz e à escuridão. Se for possível, oriente os quartos para leste, na direção do nascer do sol – especialmente os quartos de adolescentes e jovens adultos, que têm um relógio biológico atrasado e têm frequentemente dificuldade em acordar de manhã.

PANORAMA COMPLETO

Além de mudarmos as nossas rotinas diárias, é importante que aproveitemos todas as oportunidades para fazermos alterações fundamentais na climatização interior das nossas casas. Passamos 90% do nosso tempo dentro de portas e 2/3 desse tempo é passado em nossa casa. Por este motivo, esse é o sítio ideal para começarmos a melhorar a nossa qualidade de vida.

 

Melhore o espaço onde vive

Pense na forma como pode "levar o exterior para dentro", aumentando a quantidade de luz natural em sua casa. Visto que a maior parte de nós vive em ambientes urbanos, até certo ponto privámo-nos do contacto com a natureza. Tente utilizar janelas ou portas que aumentem a quantidade de luz natural nas divisões – lembre-se de que a uma janela colocada no teto permite a entrada de mais luz natural do que uma janela normal.

Desenvolva o seu espaço de forma adequada

Adicionar alguns metros quadrados à sua casa é uma forma excelente de aumentar a sua qualidade de vida. Considere renovar ou expandir o sótão e priorize soluções que fomentem a entrada de ar fresco e luz natural.

Mudar de casa

Se procura uma casa nova, tenha em mente que as propriedades mais antigas podem ter problemas que afetarão a climatização interior. Por exemplo, certifique-se de que verifica se as janelas permitem a entrada de uma quantidade suficiente de luz natural. Em caso negativo, pense em acrescentar mais janelas ou portas. Quanto chegar à fase da redecoração, escolha uma tinta mais clara. Isto irá criar superfícies refletoras, que promovem a propagação da luz na sua casa.


A LUZ NATURAL PODE MELHORAR ATÉ 15% A CAPACIDADE DE APRENDIZAGEM DOS SEUS FILHOS

A ciência mostra que as salas de aulas com uma boa iluminação natural proporcionam uma aprendizagem mais eficiente do que as salas de aulas com uma iluminação fraca. Não existem motivos para duvidarmos que estes benefícios também são aplicáveis em casa e no local de trabalho.

O QUE POSSO FAZER?

Existem várias formas de melhorar o ar e a luz natural em sua casa. Algumas são rápidas e fáceis, enquanto que outras podem ser mais demoradas mas, em contrapartida, proporcionam melhorias sólidas a longo prazo.